Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Últimas notícias

latest

Número de internados por covid-19 reduz de 1.002 para 698 em uma semana, diz secretário

Número de internados por covid-19 reduz de 1.002 para 698 em uma semana, diz secretário Em publicação no Twitter, Daniel Soranz comemorou os...


Número de internados por covid-19 reduz de 1.002 para 698 em uma semana, diz secretário
Em publicação no Twitter, Daniel Soranz comemorou os efeitos da vacinação na capital fluminense, mas alertou que ainda 'não é o momento de relaxar'
Em razão da vacinação contra covid-19, o número de internados pela doença caiu de 1.002 para 698 em uma semanaFoto: Clarildo Menezes
POR O DIA
Rio - O secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, anunciou, neste domingo, que o número de internados por covid-19 caiu de 1.002 para 698 em uma semana. Em seu perfil no Twitter, ele afirmou que os efeitos da vacinação contra o coronavírus "continuam a aparecer", com a redução na quantidade de pacientes internados. No entanto, o secretário alertou que "ainda não é o momento de relaxar, evite se expor desnecessariamente".
Na manhã deste domingo, em outra publicação no Twitter, o secretário de Saúde criticou quem está apto a ser vacinado, mas escolheu não se imunizar. "Nesta pandemia uma das piores coisas que se pode fazer é estar elegível e não ir se vacinar", escreveu Soranz, compartilhando o calendário de vacinação das próximas duas semanas.
'Vacina boa é a que vai no braço'
O prefeito do Rio, Eduardo Paes, defendeu a vacina CoronaVac, do Instituto Butantan, e criticou o presidente Jair Bolsonaro, neste domingo. 
Na publicação feita no Twitter, Paes divulgou um vídeo da live dessa semana do presidente, no qual ele menospreza e afirma que o imunizante chinês "não deu muito certo". 
Com isso, o prefeito defendeu a imunização com qualquer vacina e falou sobre uma experiência pessoal.
Paes relembrou que a mãe dele, Consuelo da Costa Paes, 76 anos, contraiu covid-19 após tomar as duas doses do imunizante CoronaVac e não apresentou sintomas graves. Já o pai do prefeito, Valmar Souza Paes, de 78 anos, havia tomado apenas uma dose de um outro imunizante e faleceu, no último dia 25, por complicações da doença. Valmar ficou dois meses internado em um hospital particular do Rio.
Nesta segunda-feira, a capital fluminense vai vacinar mulheres de 42; na terça-feira, homens de 42 anos. Na quarta-feira, tem mudanças e pessoas de 41 anos se vacinam no mesmo dia: mulheres pela manhã e homens à tarde. Na quinta-feira, mulheres de 40 anos; na sexta, homens de 40 anos. Já no sábado é dia de repescagem para as pessoas de 40 anos ou mais.
Em outra postagem, o prefeito do Rio criticou os cariocas que têm tentado escolher qual imunizante tomar nos postos de saúde, os chamados "sommelier de vacina". Em seu perfil no Twitter, Paes respondeu uma seguidora que sugeriu punir com o "final da fila" os que ficam "escolhendo vacina". "Estamos avaliando", disse o prefeito.


Fonte: O Dia 


Nenhum comentário