Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Últimas notícias

latest

Reciclando o Futuro homenageia vítima de assassinato na Estrutural

Reciclando o Futuro homenageia vítima de assassinato na Estrutural Membros do Instituto Reciclando o Futuro se juntaram a amigos e familiare...


Reciclando o Futuro homenageia vítima de assassinato na Estrutural
Membros do Instituto Reciclando o Futuro se juntaram a amigos e familiares de Simone Nogueira, morta pelo marido no dia 3 de julho
No último sábado (10/7), membros do Instituto Reciclando o Futuro se reuniram na Cidade Estrutural para homenagear Simone Nogueira, assassinada pelo marido no dia 3 de julho. 
A vítima era assistida pelo projeto social, que atua em prol de moradores de comunidades carentes do Distrito Federal.
“O Reciclando viveu uma situação bem triste. Perdemos uma das moças que atendíamos, assassinada pelo marido, na semana passada. Ontem, fizemos uma linda homenagem para ela”, conta Renata d’Aguiar, fundadora do instituto.
De acordo com a idealizadora, Simone foi morta enquanto segurava o neto no colo. “A criança ficou coberta de sangue, mas passa bem. Além de agredir Simone, o assassino também abusava de sua filha e, com ela, teve dois filhos”, relata.Imagem cedida ao Metrópoles.

Na homenagem, membros da iniciativa se juntaram a amigos e familiares da vítima. “Simone estava presente em todas as ações do Reciclando, na Estrutural. Ela trazia muita alegria. Apesar de tudo que ela estava passando, calada, sempre estava em paz. Tenho certeza que ela está em um lugar melhor… Ela era uma verdadeira cristã”, declara Renata d’Aguiar.
“Violência, não! Respeitem as mulheres”, protestou Larissa Xavier, filha da vítima. “Temos recebido muitas ajudas da comunidade, mas do governo, infelizmente, ainda nada. Estamos muito desestruturadas com tudo o que aconteceu”, lamentou.
Imagem cedida ao Metrópoles

Reciclando o Futuro homenageia vítima de assassinato na Estrutural

“Ela era uma verdadeira cristã”, declara Renata d’Aguiar

Já a mãe de Simone afirmou que, muitas vezes, a filha foi visitá-la machucada, mas falava que havia caído e acabava inventando desculpas.
“Que a Simone seja a chave para a liberdade de muitas mulheres, para que, ao se lembrarem do que aconteceu com ela, não tenham medo de pedir ajuda. Nós estávamos muito perto e, ao mesmo tempo, muito longe”, lamentou a fundadora do Reciclando o Futuro.Imagem cedida ao Metrópoles


A vítima era assistida pelo projeto social, que atua em prol de moradores de comunidades carentes do Distrito Federal
Reciclando o Futuro
O projeto Reciclando o Futuro, idealizado por Renata d’Aguiar e coordenado pela missionária Fabiana Lacerda, nasceu com o propósito de aproximar a sociedade de uma realidade que a maioria das pessoas desconhece, inicialmente, por meio de palestras realizadas pelos catadores, professores e voluntários, para jovens e adultos, em faculdades e outras instituições.
Com o tempo, novos voluntários se juntaram à iniciativa e ajudaram a criar cursos de capacitação e outras ações de auxílio emergencial às famílias. Em março de 2018, Renata d’Aguiar, Fábio Campos, Pedro dos Santos, Marlei Rodrigues, Gustavo Leão e Daniel de Oliveira se reuniram em Assembleia Geral para constituir o Instituto Reciclando o Futuro, entidade da sociedade civil, sem fins econômicos, de acordo com a Lei nº 13.019, de 31 de julho de 2014, referente às Organizações da Sociedade Civil.
No mesmo ano, com o aumento do alcance do projeto e com os pedidos de moradores de outras comunidades, o Reciclando o Futuro expandiu suas ações de capacitação para o Sol Nascente, realizando cursos de empreendedorismo sustentável.

Para saber mais, siga o perfil da coluna no Instagram.

Nenhum comentário