banner

sábado, 21 de julho de 2018

author photo

Frejat pede a cabeça de presidente do PR-DF para voltar à disputa

Membros da Executiva Nacional afirmam que um dos “demônios” do ex-pré-candidato é o presidente interino do partido local, Alexandre Bispo
Facebook

Apesar de já estar com uma carta branca da Executiva Nacional do Partido da República (PR) em mãos, a volta de Jofran Frejat à disputa pela sucessão no Palácio do Buriti – sede do Executivo local – ainda não está cravada. Faltam detalhes importantes na visão do ex-pré-candidato, como mudanças no comando local do PR. Ao menos no papel, a sigla está sob direção de Alexandre Bispo. Seria ele um dos “demônios” responsáveis pelo fatiamento de cargos dentro de um futuro governo do ex-secretário de Saúde.

DE ACORDO COM UM MEMBRO DA EXECUTIVA NACIONAL DO PR, “NÃO SERIA SURPRESA SE, JUNTO COM A VOLTA DE FREJAT [À CORRIDA ELEITORAL], HOUVESSE UMA MUDANÇA NA LIDERANÇA DO PARTIDO”. ALEXANDRE BISPO (COM O MÉDICO NA FOTO EM DESTAQUE) FOI ACUSADO POR CORRELIGIONÁRIOS DE ESTAR OFERECENDO “ESPAÇOS” DENTRO DE UMA POSSÍVEL GESTÃO DE FREJAT À FRENTE DO GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL.

O fato teria sido um dos “incômodos” do ex-postulante a governador e pesado em sua decisão de retirar a pré-candidatura. Depois disso, Frejat passou a tratar sobre todos os assuntos relacionados à campanha diretamente com o presidente nacional da sigla, Valdemar da Costa Neto, que teria concordado com as condições impostas pelo médico para voltar ao jogo.
Frejat tem carta branca da Executivo nacional em relação a tudo que diz respeito à candidatura dele. Se ele disser é para mudar a direção, vai mudar. Mas não temos informação sobre isso“

Assessoria do presidente nacional do PR, Valdemar da Costa Neto
Oficialmente, Frejat nega que uma mudança no comando do partido tenha sido assunto de discussões ou condição por ele imposta ao presidente do PR. “Foi me dada autonomia, mas de uma forma genérica. Não tenho o interesse nem falei sobre isso com ninguém. O povo inventa cada história”, desconversou.

Tudo normal

Alexandre Bispo, filho do presidente afastado do PR-DF Salvador Bispo, nega a existência de problemas entre os membros da executiva local da sigla e o ex-secretário de Saúde. De acordo com o presidente regional da legenda, a mudança na liderança do partido já estava prevista e vem acontecendo nos últimos dias.

“EU SOU O VICE-PRESIDENTE DO PR NO DF. O SALVADOR BISPO SE AFASTOU DO CARGO POR PROBLEMAS DE SAÚDE E, HÁ OITO MESES, ASSUMI [COMO INTERINO. AGORA ELE VOLTA. NUNCA HOUVE INTERFERÊNCIA DE QUALQUER FORMA NA CHAPA QUE VINHA SENDO MONTADA PELO FREJAT”, AFIRMOU. “NÃO EXISTE NEM COMPACTUAMOS COM ISSO. COMO IRIAMOS INTERFERIR SE ANTES TEMOS UMA ELEIÇÃO PARA GANHAR? DEPOIS O FREJAT PENSARÁ EM COMO VAI COMPOR SEU GOVERNO”, COMPLETOU.

De acordo com ele, as interferências que levaram Jofran Frejat a se retirar da disputa foram externas e o PR-DF sempre apoiou as demandas do por enquanto ex-pré-candidato.

Arruda

Outro a também perder força com a ameaça de Jofran Frejat de abandonar a disputa ao Palácio do Buriti foi José Roberto Arruda. De acordo com uma fonte do partido, se o ex-governador tiver alguma demanda, se dirigirá à executiva nacional. Mas, nos bastidores, Arruda é apontado com um dos “demônios” que afligiam o pré-candidato Frejat ao ponto de ele jogar as eleições para o alto: o ex-governador teria tentado interferir na composição da chapa.

Alexandre Bispo garante que ao PR do Distrito Federal não foi dada nenhuma orientação em relação a Arruda, a quem diz cooperar com a construção da chapa de Frejat quando é chamado. “Ele está mais preocupado com a candidatura da Flávia Arruda, esposa dele [à deputada federal]”, conclui o ainda presidente da sigla no DF. Fonte: Metrópoles.


Informa Tudo DF
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade