banner

quinta-feira, 19 de julho de 2018

author photo
Cheguei a Brasília com três anos de idade, ainda na década de 1970. Muitas das quadras ainda nem estavam prontas, sem asfalto. Eu morava na 314 Norte e me lembro que na época só havia dois prédios prontos, ainda tinha muito barro vermelho. Essa imagem das crianças brincando no barro é uma boa lembrança que eu guardo daqueles tempos.

Graças a Deus tive uma infância muito feliz. Eu era uma criança inquieta, conhecida na quadra inteira e que gostava de desafios. Estudava em uma Escola Classe, na Asa Norte, e foi lá que dei os primeiros passos no empreendedorismo. Hoje, é comum falar de empreendedorismo, mas lá nos anos 80 ninguém usava esse termo.

Posso dizer que o que havia dentro de mim era uma vontade enorme de realizar, de fazer acontecer. Então, quando tinha dez anos de idade, decidi vender brigadeiros na escola. Minha mãe me ajudou a fazer os docinhos e foi um sucesso. As crianças gostaram e até faziam fila para comprar meus brigadeiros.
Consegui juntar um dinheirinho, foi meu primeiro salário. Consegui comprar um tênis e uma jaqueta jeans, o que me deu uma alegria enorme. O melhor dessa experiência foi descobrir que eu podia fazer planos e tinha força e coragem para realizá-los. E, desde então, trago comigo esse sentimento, essa certeza de que quando a gente quer, a gente pode.

Aquela menina que vendia brigadeiros na escola cresceu, e, aos 16 anos, conseguiu o primeiro emprego com carteira assinada em uma empresa da cidade. O trabalho fortaleceu mais ainda a minha opção por empreender. Estudar Administração foi um caminho natural nessa trajetória e se tornou a profissão da minha vida.

Eu adoro minha profissão e penso que acima dos números, documentos e normas, nós temos que priorizar o bem coletivo, o bem comum. Eu realmente acredito nisso, em primeiro lugar a felicidade das pessoas. Cresci em Brasília, onde estudei, fiz grandes amizades, me casei com o Luís Felipe e formei uma grande e bela família, com seis filhos maravilhosos. 

Se eu pudesse me definir em poucas palavras, diria que sou uma cidadã brasiliense em busca de um mundo melhor para as crianças.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade