banner

sábado, 17 de novembro de 2018

author photo

No fim da tarde de domingo (11/11), faleceu a advogada e diretora da Folha do Meio Ambiente, Regina Célia Belotti Lopes Gorgulho, aos 67 anos. Ela lutava contra um câncer de peritônio desde 2016 e teve de ser submetida a várias cirurgias. Na última semana, seu estado de saúde se agravou e Regina não resistiu.
O velório será realizado nesta segunda-feira (12), das 14h30 às 16h30, com o sepultamento marcado para as 17h, no Templo Ecumênico 2 do Cemitério Campo da Esperança da Asa Sul.
CÉSAR REBOUÇAS
Regina Gorgulho, Denise Gebrim e Maria Antônia
Carioca, Regina deixa o marido, o jornalista e ex-secretário de cultura do DF, Silvestre Gorgulho, com quem foi casada por 39 anos; os filhos, Maria Fernanda e Rodrigo, e três netos, Maria Carolina, Clara e Arthur.

O câncer foi descoberto em 11 novembro 2016. Nos últimos três meses, ela estava sofrendo muito e tinha dificuldades para se alimentar. A família montou uma UTI em casa. Na última sexta (9), passou mal e deu entrada no hospital, já bem debilitada. “Regina conseguiu se despedir dos filhos e teve uma passagem tranquila”, afirmou Silvestre.

Em sua página de Facebook, ele postou uma carta de despedida e agradecimento à parceira. Veja a homenagem na íntegra:

“Regina partiu. A vida é assim: vive-se uma História e num sopro a História tem um fim. Uma passagem! Pudessem as Leis Divinas dar a possibilidade de dividir com alguém o tempo de vida que nos resta… Pudessem as Leis da Natureza prolongar a vida de quem a gente ama, encurtando nossa própria vida… eu faria isso para ter a Regina mais tempo entre nós.

Mas a vida, com certeza é assim mesmo: uma hora nos tira o sono, nos faz sofrer, nos leva os entes queridos, nos traz outros entes queridos (como os netos e novos amigos), mas não pode nos dar chance de nunca perder os sonhos. Recebi muitas mensagens lindas de amigos e parentes pela passagem da Regina. Obrigado a todos pela força e por participar dessa História.

Nas pessoas dos médicos dr. Roland Montenegro, dr. Gustavo Fernandes, dr. Daniel Girardi e Rafael Gardia, eu e meus filhos queremos agradecer toda equipe médica e de enfermeiros do Sírio Libanês e do Hospital Brasília pela imensa dedicação e extremo carinho.

REGINA, AGRADECER MUITO É POUCO
Entraste em minha vida como sol e lua.
De dia, teceste teias de esplendores
Fizeste de teu encanto minha força e minha razão de ser.
De noite, iluminaste meus caminhos.
Tudo num renovar de intensidade a cada estação
E num desabrochar de carinho a cada fase.
AGRADECER MUITO, É POUCO.”

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade