banner

quinta-feira, 20 de junho de 2019

author photo

Desesperados por cargos comissionados na Administração Regional da Estrutural  "lideres comunitários" da cidade se desesperam  e contrata trio eletro para difamar o Administrador Regional Germano Guedes Leal.
Os principais opositores, são ex-cabo eleitoral de Eliana Pedrosa, é o caso de Maicon Castro, Thais Dantas  Flavio Sena  todos do Conselho Comunitário da cidade, e do presidente do CONSEG, Renato Eleutério. 
Alexandre Bedran e Professor Raimundo Rocha Braga, eram ligados aos ex-candidato derrotado por Ibaneis, Albero Fraga (DEM). 
Alguns destes líderes sempre brigaram por vaga de emprego na administração da cidade, professor Raimundo, Alexandre e Renato Eleutério trabalharam juntos na gestão de Maria do Socorro Torquato (PT). 
Marcelo de Sá, conhecido como Marcelo Paulysta ex-gerente de cultura na gestão de Rollemberg (PSB), esta brigando todos os dias para voltar o cargo, ocupado por Raimundo Alves Abreu, escolhido pelo Conselho de Cultura da cidade para ocupar a Gerencia da Administração Regional do SCIA Estrutural.
Outro líder que está questionado a gestão de Germano Guedes é Paulo 
Klimontovisc, um dos suspeitos de fazer parte do grupo de estelionatários, foi indiciado pela Cecor por falsificação de documento público, após tentar enganar servidores da Codhab falsificando uma declaração da Companhia Energética de Brasília (CEB). Nela, ele garantia que residia desde 2012 em uma área no centro comercial da Estrutural.
 INDICAÇÃO
Germano Guedes Leal, foi indicado pelo Governador Ibaneis Rocha para assumir a Administração.  Durante a campanha politica Germano Guedes Leal deixou de apoiar o grupo politico de Rogério Rosso (PSD), para apoiar Ibaneis Rocha (MDB), após a vitória, o Governador convidou para assumir a RA-XXV do Setor Complementar de Industria e Abastecimento (SCIA).  
A Estrutural é uma região complicada para  administrar,  existe muitos interesses, inclusive interesses pessoais. Encontrei mil e quinhentos alvarás cancelado por suspeita de cobrança de propina, processo de n°: 0715935-29.2017.8.07.0016, cumprimento de sentencia 23/04/2019 do TJDF. 
Estamos trabalhando para colocar ordem na casa, destacou o administrador  em reunião com os proprietários de bares e distribuidoras de bebidas na terça-feira (18/06), alertando a viabilidade é gratuita.
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade