( 00:00:00 )

sábado, 31 de agosto de 2019

author photo

O País, que já foi considerado o melhor destino gay, perde confiança do segmento que é o mais rentável do mundo
O GayCities, um guia internacional de turismo LGBT, colocou o Brasil em 1º lugar dos países que não devem ser visitados. O site soltou uma nota nesta semana enumerando os motivos que transformaram o Brasil em um destino perigoso para gays, lésbicas, bissexuais e transsexuais.
“Em 2017, 445 LGBTs morreram por crime de ódio; em 2018, as estatísticas mostram que 167 pessoas trans foram assassinadas . Também em 2018, Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro que defendia os direitos LGBTs, foi assassinada no que testemunhas descreveram como um assassinato planejado, com dois ex-policiais presos como suspeitos”, diz a nota.
O site cita o presidente Jair Bolsonaro como um dos motivos do aumento da violência contra a população LGBT no Brasil. O pesselista é um homofóbico declarado e, mesmo antes de assumir a presidência, já fazia discursos de ódio contra essa população. Em maio deste ano, Bolsonaro deu uma declaração dizendo que o Brasil “não pode ser o país do turismo gay”.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior