Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Classic Header

{fbt_classic_header}

Últimas notícias

latest

Crime da 113 Sul: Tribunal do Júri decide condenar Adriana Villela

Crime da 113 Sul: Tribunal do Júri decide condenar Adriana Villela Acusada de ordenar o assassinato dos pais, em agosto de 2009, arquiteta...


Crime da 113 Sul: Tribunal do Júri decide condenar Adriana Villela
Acusada de ordenar o assassinato dos pais, em agosto de 2009, arquiteta foi condenada a 67 anos e 6 meses de prisão em regime fechado. Defesa afirma que vai recorrer
O Tribunal do Júri decidiu, na tarde desta quarta-feira (2/10), condenar a arquiteta Adriana Villela a 67 anos e seis meses de reclusão em regime fechado, mais 20 dias de multa. A acusação era de ordenar o assassinato dos próprios pais, o ex-ministro José Guilherme Villela e a advogada Maria Villela, além de Francisca Nascimento Silva, que trabalhava com a família havia 30 anos. Em 28 de agosto de 2009, os três foram esfaqueados até a morte no que ficou conhecido como crime da 113 Sul.
A pena estipulada pelo juiz foi de 32 anos pela morte da mãe, 32 anos pela do pai e mais três anos e seis meses por furto. A ré também havia sido condenada a 23 anos de reclusão pela morte de Francisca Nascimento, mas a pena foi desconsiderada por tratar-se de um crime continuado. Adriana poderá recorrer em liberdade ao prório Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT).
Em nota, a defesa de Adriana disse ter a mais absoluta certeza e convicção" da inocência da ré. Segundo a equipe de advogados, ela foi condenada "sem um fiapo de prova". "É um erro judiciário colossal e desumano. Iremos ao Tribunal para reverter esta injustiça", afirmaram os defensores.
Depois do anúncio da sentença, amigos de Adriana protestaram contra a condenação.